Recent Comments

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Nostalgia Pura: Donkey Kong Country (Super Nintendo)

Publicadora: Nintendo  Lançamento: 1994 (E.U.A.)  Jogadores: 1-2

Isso realmente é um jogo de SNES?!
  A Nintendo é conhecida mundialmente por suas franquias consagradas, e entre elas, está a franquia Donkey Kong, que havia surgido nos arcades, sendo também que este foi responsável por catapultar de vez a empresa nipônica para uma brilhante carreira na criação de jogos. Pela grande importância que a franquia teve para a reestruturação da empresa, em 1994, uma second-party da Nintendo ficou encarregada de desenvolver um novo jogo do gorila de gravata, e assim, surgiu o clássico Donkey Kong Country. Curioso para saber no que isso resultou? Então leia o resto da matéria a baixo.
Momento de nostalgia e renovação

Tenha respeito pelos idosos!!!
  Ao começar o jogo somos recebidos pelo avô de Donkey Kong, Cranky Kong (que na verdade é o Donkey Kong original dos jogos de arcade), que está escutando a música tema do jogo de arcade em uma plataforma de metal (também vinda diretamente dos arcades), até que DK aparece e... Ok, não vou contar o que acontece porquê perde a graça, então vamos falar sobre a história do jogo. Um crocodilo, chamado King K. Roll, roubou toda a reserva de bananas do Gorila Burro (O que foi ò_ó ? É o nome dele em português U_U), que então resolve ir até o castelo do réptil, que localiza-se convenientemente no topo da Ilha Donkey Kong. Você deve estar se perguntando 3 coisas: 1º- Por que o nome dele é Gorila Burro? 2º- Para que jacarés poderiam querer bananas, já que são carnívoros? 3º- Por que a Ilha se chama Donkey Kong? E a resposta para todas essas perguntas é: Ninguém sabe.

"Roubaram minhas bananas, Donkey zangado!!! Donkey esmaga!!!" Não, espere um pouco...
Os gráficos impressionam!!!
  Uma das primeiras coisas que notamos de diferente, com certeza, são os gráficos. Tudo no jogo foi modelado em 3D, e depois foi adaptado para o Super Nintendo, criando um efeito pseudo 3D impressionante. No geral, os gráficos são muito bons, apesar do fato de  que algumas vezes você pode acabar se confundindo com o cenário. Porém, se há algo em que os desenvolvedores realmente estão de parabéns, com certeza são os efeitos de iluminação e climáticos. Na segunda fase do jogo, o cenário é escuro e várias gotículas de água caem, você realmente consegue perceber que aquilo é chuva, e não um glitch no jogo.

Se Diddy é sobrinho de DK...Quem é o pai dele?!
  A jogabilidade do jogo é, em sua maior parte, típica dos jogos side scrollers da época: Você pode pular, correr, arremessar coisas, mas o jogo também possui seu toque de originalidade. Nesse game é possível jogar tanto com Donkey Kong, quanto com o seu sobrinho, Diddy Kong, cada um com suas peculiaridades (Ex.: Donkey Kong é bem forte, pode carregar objetos por cima da cabeça e pode rolar e bater no chão para atacar os seus inimigos, porém é lento, já Diddy Kong  é rápido, pode carregar objetos erguendo-os com seu corpo e ataca os inimigos dando cambalhotas, porém é fraco, e assim por diante), o que ajuda a diversificar o gameplay. Antes que você se empolgue, lembre-se de algo: Antes de poder jogar com Diddy, você precisa liberta-lo de um barril. Cada um dos 2 morre com apenas um ataque, ou seja, o 2º personagem funciona como um Super Mushroom, dos jogos do Mario.
Essa deve ter doído um pouco...

Jogue no singleplayer com mais uma pessoa e irá se divertir mais que no multiplayer
  Um fato curioso, é que, mesmo os dois personagens jogáveis do game aparecendo na tela ao mesmo tempo, não é possível de maneira alguma 2 pessoas poderem jogar ao juntas. Para isso, há os modos multiplayer. Eles não se diferenciam muito do modo de apenas 1 jogador, na verdade, são a mesma coisa, mas mesmo assim, eu vou explicar como eles funcionam. O modo competitivo funciona da seguinte maneira: após o primeiro jogador morrer (no jogo pessoal O_O , não de verdade...) em uma fase, o segundo continua daquele ponto, e se ele não morrer, completará aquela fase e poderá dizer que a completou, só isso, já o modo cooperativo é um pouco mais variado (mentira, é a mesma macacada e_e - *ba dum tiss* - ), nele, após  o 1º jogador morrer, o 2º joga a mesma fase de novo, só que usando um DK com gravata amarela. E para piorar ainda mais a situação, se você começar o jogo no multiplayer, não poderá alterar para apenas 1 jogador, ou seja, se quiser jogar sozinho,  você irá precisar abrir um novo arquivo...Resumindo: Esqueça o multiplayer e fique com o singleplayer


Macacos adoram nadar...
  Para diversificar mais a jogabilidade, o jogo também possui algumas fases diferentes, que vão desde fases aquáticas, até fases que você precisa "pilotar" carrinhos de mina. Além disso, também há animais que, após serem libertados de caixotes, podem te ajudar. E para completar o pacote, temos algumas Bonus Stages, que podem ser acessadas após se encontrar 3 estátuetas de animais dourados semelhantes, e consistem em coletar várias estátua douradas de animais em pouquíssimo tempo, afim de ganhar vidas extras.



...Sapos gigantes, a...

...Carrinhos de mina que possuem molas



   Nesse jogo temos desde...  







Mapa principal do jogo

Calma Cranky, isso machuca!!!
  O mapa do jogo também é bem bonito e agradável, possuindo vários detalhes, porém, infelizmente, não possui animações, o que tira um pouco do seu brilho. Durante a sua épica jornada para resgatar as bananas, você também é ajudado por alguns outros "Kong", como Cranky (Dando dicas muito úteis), Candy (namorada de DK, falando com ela é possível salvar o jogo) e Funky (que te ajuda a viajar pelos "mundos" já completados), todos coincidentemente possuem "Y" no final de seus nomes.

Candy e DK, em um momento romântico e... Mas o que 'O_o ?!!!

  As músicas do jogo também são muito boas, especialmente a música tema e a tocada na primeira fase, que são ótimas!!! Ouçam:




Escorregando em cascas de banana...

  Esse é um daqueles jogos que possuem poucos defeitos, mas mesmo assim, ainda os possui. A maioria deles já foram citados, como multiplayer enganoso e gráficos um pouco confusos, mas também há alguns outros pequenos problemas, como o fato dos controles não serem sempre precisos, e alguns chefes do jogo não serem muito criativos, sendo que alguns são versões gigantes de inimigos existentes no jogo.

Subindo pelos cipós...Com estilo!!!

  Esse jogo, possui algumas imperfeições, mas, afinal, quem não possui? Concluindo, é um bom jogo, mas antes de receber o meu selo de aprovação, vamos aos resultados:

Jogabilidade: 8.5 -----Som: 9.5 -----Nostalgia: 9.5
Gráficos: 9.0 -----Diversão: 9.0

Nota Final: 9.1

"Mim ser o melhor daqui, mim ser super forte, mim ser o melhor que você!!!"
Esse jogo merece uma nota acima de 8.0, e merece uma descrição com cor de banana (XD), ele é um daqueles títulos da Nintendo que todos sempre querem jogar, e ele é digno de ser chamado de System Seller!!!


O que você achou?

3 comentários: